Como Funciona os Empréstimos Bancário para MEIs ou Autônomos?

Marketing is no longer about the stuff that you make, but about the stories you tell.

Com a pandemia do novo coronavírus, para conter a doença muitas cidades e estados brasileiros adotaram medidas de restrições do comércio, o que tem obrigado pequenos e empreendedores a recorrerem a medidas como os empréstimos para sobreviver nesse período.

As modalidades de empréstimos para MEI e para profissional autônomo são diferentes e cada uma possui vantagens e desvantagens. Neste post, vamos explicar tudo o que você precisa saber para tomar a melhor decisão para o seu negócio, sem prejudicar o seu bolso. Boa leitura!


Principais Diferenças entre MEIs e Autônomos

O profissional Autônomo não tem nenhum vínculo com uma empresa formal. Além disso, não é preciso ter qualificação ou certificação para exercer uma atividade. 

Basicamente, suas obrigações tributárias estão ligadas à sua própria renda e previdência como pessoa física, mas também precisa pagar impostos por exercer uma atividade econômica, como o Imposto sobre Serviços (ISS).

Apesar de ser um modelo menos burocrático, a falta de formalização impede que o empresário autônomo tenha acesso a algumas facilidades, como as linhas de crédito com taxas de juros mais baixas e prazos mais longos para pagamento. 

Isso ocorre porque o autônomo negocia empréstimos como pessoa física, cujas condições não são tão boas quanto as oferecidas às pessoas jurídicas, que possuem CNPJ.


Já o MEI (Microempreendedor Individual) atua como uma pessoa jurídica, com CNPJ. Essa categoria foi criada para facilitar a formalização de profissionais autônomos e diminuir a burocracia para a abertura de empresas. 
A formalidade enquanto empresa também dá mais segurança aos bancos na hora de fazer vários tipos de empréstimos para essa categoria. Por isso, essas instituições oferecem linhas de créditos com melhores taxas de juros e prazos.


Empréstimo para MEIs

Pensando na situação vulnerável que os MEIs se encontram devido a pandemia, diversos bancos passaram a oferecer linhas de crédito específicas para MEIs, com taxas de juros menores e maiores prazos de pagamento. 

Além disso, medidas ainda preveem a possibilidade de financiar até dois meses do salário do funcionário, prorrogar prestações e ter acesso ao serviço de automatização de gestão oferecido pelo banco.

How to Use Yoast SEO

Empréstimo para Autônomos

A maior parte dos bancos e empresas exigem a comprovação de renda para a liberação de empréstimos para autônomos, o que muitas vezes não acontece com os MEIs. É uma forma de ter garantias de que quem está solicitando o empréstimo vai ter condições de pagá-lo. 

Portanto, mesmo que você não tenha uma garantia de renda, é importante que você guarde todos os comprovantes de recebimentos, para declarar o imposto de renda, por exemplo. Assim, é uma forma prática de provar  para as instituições que você está apto a receber o empréstimo. 


Conclusão

Fique atento às condições oferecidas por cada instituição financeira antes de realizar um empréstimo, coloque as dicas em prática para fazer uma boa escolha. Com certeza a médio e longo prazo, boas condições farão diferença no caixa da sua empresa.

Quer saber mais sobre empréstimos, cartão de crédito, planejamento financeiro e muitos outros assuntos? Então acesse o site da Saber Financeira e fique por dentro dos nossos conteúdos.